Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Diocese de Bragança-Miranda expressa «tristeza» pela morte de Vassalo Rosa, arquiteto da catedral

A diocese de Bragança-Miranda manifestou hoje «tristeza» pela morte, na quinta-feira, de Luís Vassalo Rosa, «o arquiteto responsável pelo projeto e obra da maior catedral portuguesa».

«Acreditando ser possível "desenvolver linhas de investigação ou promover encontros de reflexão e debate, sempre na perspetiva de um futuro que tem presente o testemunho do passado", Vassalo Rosa ofereceu à Diocese, na pessoa do seu bispo, o espólio de todo o processo do desenho e construção da catedral», revela uma nota do Secretariado das Comunicações Sociais de Bragança-Miranda.

A 25 de março de 2017, a diocese transmontana, através do seu Secretariado da Pastoral da Cultura, homenageou o arquiteto nascido em 1935, numa sessão que contou com a presença do bispo, D. José Cardeiro.

A iniciativa visava esclarecer os «mitos» que envolveram a construção da sé, mas configurava «sobretudo uma homenagem ao arquiteto e ao homem Vassalo Rosa pela marca indiscutível que deixou na diocese», explicava a então diretora do Secretariado, Fátima Pimparel.

«Depois de mais de 50 anos de profissão, sendo muitos deles dedicados à nossa catedral urge uma homenagem pública, da diocese e dos diocesanos no espaço que também lhe pertence. Na catedral respira-se Vassalo Rosa. Queremos ouvir e perguntar, mas queremos sobretudo homenagear e agradecer», assinalava a responsável.

Licenciado em arquitetura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1957, Vassalo Rosa especializou-se em planeamento urbanístico pela Universidade de Sussex, no Reino Unido, em 1973. O seu percurso profissional passa por Torres Vedras, sua terra natal, mas atravessa Pangim (Goa, da antiga Índia portuguesa), mas também pelo Brasil, em Recife e Olinda.

Por ocasião da comemoração dos 75 anos dedicados à arquitetura, dizia Vassalo Rosa: «Sei que a vida é sempre o futuro, e assim olho para o que fiz. (…) Procurei sempre valorizar os outros, separar o essencial do acessório (…), não me acomodei ao receituário de correntes estéticas, de materiais e tecnologias, de marketing e auto-promoção. Procurei o meu próprio caminho».

Luís Vassalo Rosa foi um dos responsáveis pelo plano de urbanização, coordenação e gestão urbanística da zona de intervenção para receber a Expo 98, em Lisboa. O arquiteto de 83 anos era provedor da Arquitetura na Ordem dos Arquitetos, cargo que ocupou desde dezembro de 2011.

A diocese apresenta à esposa e família «as mais sinceras condolências» e reza a Deus «que o acolha no Reino da Luz e da Paz». No sábado será celebrada uma missa em memória de Vassalo Rosa, às 18h00, na igreja da antiga sé, em Bragança.



Imagem M.Peinado | D.R.

 

SNPC
Imagem: Luís Vassalo Rosa, D. José Cordeiro, Fátima Pimparel | © Diocese de Bragança-Miranda
Publicado em 08.06.2018

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos