Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

"Escutar a cidade" ouve «linguagens, espiritualidades, sexualidades e convicções» de não-crentes

Imagem Lisboa | D.R.

"Escutar a cidade" ouve «linguagens, espiritualidades, sexualidades e convicções» de não-crentes

«Linguagens, espiritualidades, sexualidades e convicções» são os temas escolhidos para a última sessão do ciclo "Escutar a Cidade", que mais de três dezenas de grupos e instituições católicas têm promovido mensalmente desde janeiro, com o objetivo de contribuir para a reflexão preparatória do Sínodo do patriarcado de Lisboa.

O encontro, que se realiza das 19h00 às 21h00 no Fórum Lisboa, com entrada livre, terá como intervenientes a escritora e poetisa Ana Luísa Amaral, Telmo Baptista, bastonário da Ordem dos Psicólogos, a cineasta Margarida Cardoso e a coreógrafa Madalena Vitorino.

O programa inclui a participação do TUT (Teatro da Universidade de Lisboa), que apresentará um excerto de "A boa alma", de Bertolt Brecht, encenado por Júlio Martin.

A sessão será aproveitada pelo grupo organizador do projeto para revelar o que sugere para a etapa seguinte do "Escutar a Cidade", que teve como propósito pedir a pessoas não-crentes que fizessem um diagnóstico da realidade e sugerissem aos católicos e à Igreja formas de intervir nessa mesma realidade.

Ao longo de seis sessões, pessoas de diferentes quadrantes e experiências foram convidadas a dizer o que entendem da realidade de Lisboa, do país, da Europa, e de que forma a presença dos cristãos pode ser importante ou pode ainda mudar ou melhorar, em cada uma dessas áreas.

"Identidades, comportamentos e modos de vida" (António Guerreiro, Maria Benedicta Monteiro, José Machado Pais), "Política, participação e democracia" (Ana Drago, Inês Drummond, João Pacheco, Viriato Soromenho-Marques, Império Suburbano) e "Dinâmicas sociais no território da Diocese" (João Ferrão, Olga Pombo, Teresa Rodrigues, Teresa Lima), foram os temas e oradores das primeiras sessões.

Os dois encontros seguintes centraram-se " na Pobreza, emprego e crise financeira" (Fernando Alves, António Brandão Guedes, Isabel Guerra, Pedro Lains, Amélia Videira – Teatro Umano) e "Ciência, arte e conhecimento" (Maria Mota, Tiago Rodrigues, Helena Roseta e António Pinho Vargas).

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 16.06.2015

 

 

 
Imagem Lisboa | D.R.
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos