Vemos, ouvimos e lemos
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Media

Jornalista português Joaquim Franco distinguido em Itália pela reportagem "Arquivo Secreto Vaticano"

O jornalista português Joaquim Franco foi distinguido esta quinta-feira, em Itália, pela reportagem "Arquivo Secreto Vaticano", emitida em 2012 pela estação de televisão SIC.

Joaquim Franco obteve o segundo lugar, ex-aequo, da primeira edição do "Prémio Giuseppe De Carli", reservado aos jornalistas que trabalham no âmbito da informação religiosa na imprensa escrita, rádio, televisão e internet, em Itália e no estrangeiro.

O primeiro prémio foi atribuído a "Bento XVI. Retrato inédito", do italiano Lucio Brunelli, emitido pela televisão transalpina TG2, enquanto que o outro segundo lugar foi para o documentário "Escritores por um ano - Fé e literatura", de Daniela Mazzoli, da Rai Educação, estação televisiva italiana.

A cerimónia de entrega dos prémios realizou-se na Pontifícia Universidade da Santa Cruz, em Roma, após a decisão de um júri composto por professores universitários, jornalistas, operadores de comunicação, religiosos e pessoas que trabalharam de perto com Giuseppe De Carli.

O prémio, que distingue «jornalismo e investigação universitária feita com seriedade, profissionalismo, forte motivação, entusiasmo e clareza», evoca o trabalho de Giuseppe De Carli, vaticanista e responsável pela estrutura da Rai Vaticano, que morreu a 13 de julho de 2010», na capital italiana, explica a nota de apresentação do galardão.

Os promotores do prémio pretendem igualmente «motivar os jovens para um conceito de profissão estritamente ligado à formação, na consciência de que também o jornalismo pode e deve representar um instrumento moderno e eficaz para desenvolver uma adequada ação de evangelização e de difusão da doutrina católica».

Na cerimónia foram igualmente entregues prémios para o vaticanista italiano Marco Tosati, reconhecendo a sua carreira, e para Elisa Berto, de 25 anos, «jovem promessa do jornalismo».

A sessão começou com uma mesa redonda sobre o tema "A informação religiosa hoje: estado da arte", que contou com a intervenção do padre italiano Federico Lombardi, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, entre outras personalidades.

Joaquim Franco, nascido em 1967, é licenciado em Ciência das Religiões e formado em jornalismo pelo Cenjor.

Entre os seus trabalhos premiados ou referenciados na área da religião incluem-se "João Paulo II, o 1º Papa global" (SIC e Expresso, 2006), "Esplendor da Austeridade" (SIC, 2012), "Ritual da Morte no Islão" (SIC, 2006), "Terceira Idade da Inocência" (TSF, 1999), "Padres políticos" (SIC, 2008) e "Jesus descodificado" (SIC, 2005).

Passou pelo Correio da Manhã Radio, Rádio Comercial e TSF, antes de integrar a equipa fundadora da SIC Notícias, em 2000. É atualmente jornalista da SIC e em 2013 venceu o Prémio Consciência e Liberdade, atribuído pela Associação Internacional para a Defesa da Liberdade Religiosa.

Também em 2013 publicou o livro "Somos pobres mas somos muitos" (ed. Verso da Kapa), resultante de uma conversa com o frei Fernando Ventura sobre o papa Francisco e o mundo.

 

.

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 05.12.13

Redes sociais, e-mail, imprimir

Foto
Joaquim Franco

 

 

Artigos relacionados

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página