Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Preparar o Natal com Arte: Zacarias e Isabelítulo

Preparar o Natal com Arte: Zacarias e Isabel

Imagem "Retrato de Zacarias e Isabel" | James Tissot | C. 1886-1894 | Brooklyn Museum, Nova Iorque, EUA

Através de uma cena da vida quotidiana, esta pintura oferece um retrato tocante de Zacarias e de sua esposa, Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus.

Estamos perante um casal idoso: Zacarias, longa barba branca, tem uma veste que lembra a sua função de sacerdote no templo, e Isabel, com traços marcados pelas rugas. Estão ambos ocupados a puxar água, ele acionando o mecanismo que permite içar a corda, ela ajudando a puxar agarrando o balde de cobre que receberá a água do poço.

Plena de realismo, esta representação mostra um casal que partilha as tarefas diárias, unido na vida e nas provações. Uma delas, o facto de nunca terem tido filhos, por causa da esterilidade de Isabel. Neste sentido, a ação de puxar a água, símbolo de fertilidade, poderá ser uma alegoria ao nascimento de uma criança, João Batista, que lhes será anunciado pelo anjo Gabriel.

Os seus gestos, as suas atitudes e a expressão dos seus rostos exprimem uma grande serenidade por se colocarem nas mãos de Deus: «No tempo de Herodes, rei da Judeia, havia um sacerdote chamado Zacarias, da classe de Abias, cuja esposa era da descendência de Aarão e se chamava Isabel. Ambos eram justos diante de Deus, cumprindo irrepreensivelmente todos os mandamentos e preceitos do Senhor» (Lucas 1, 5-6).

O autor da pintura, James Tissot, nasceu em Nantes, França, em 1836, morrendo em 1902. Passa 11 anos em Inglaterra, de 1871 a 1882, o que lhe vale grande notoriedade junto dos britânicos e americanos. Após os estudos na Escola de Belas-Artes de Paria, expõe em 1859 obras tradicionais.

Em 1885, aquando de uma visita à igreja de Saint-Suplice, em Paris, James Tissot tem uma revelação mística e decide abandonar os temas profanos para se consagrar a cenas bíblicas. A sua arte foi alimentada pelas observações que fez em viagens à Palestina e a Israel.



 

In "Narthex"
Trad.: SNPC
Publicado em 20.12.2017

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos