Vemos, ouvimos e lemos
Projeto cultural
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosLigaçõesBrevesAgenda Arquivo

Fé e ciência

Biólogo deixa anjos em terra

A figura dos anjos sempre fascinou os homens, figurando nas mais variadas representações artísticas de cenas religiosas.

Nesta época do Natal os anjos têm um papel importante a desempenhar, anunciando aos pastores o nascimento do menino Jesus em Belém.

Contudo, segundo o Prof. Roger Wotton, um conceituado biólogo da University College London, em Londres, se os anjos corresponderem às representações, é impossível que possam voar.

“Basta um olhar rápido pelas provas nas artes representativas para concluir que os anjos e querubins não podem levantar voo nem voar. Mesmo que planassem, precisariam de estar expostos a ventos muito fortes para poder descolar, ventos de tal maneira fortes que seriam arrastados e não precisariam das asas para nada”.

A conclusão é tão válida para anjos como para querubins e «putti», figuras infantis dotadas de asas.

O Prof. Wotton não limita a sua análise aos seres celestiais. No artigo «Anjos, Putti, Dragões e Fadas: Acreditar no Impossível», publicado no jornal da universidade onde exerce, também desmente a capacidade de voo das criaturas mitológicas.

“A distorção do tórax necessária para que as fadas possam voar com asas de borboleta seria terrivelmente desconfortável. Certamente não voam”, conclui.

 

In Rádio Renascença
22.12.09

Anjo

 

Ligações e contactos

 

Artigos relacionados

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Subscreva

 


 

Mais artigos

Leitura
Imagem/Vídeo
Mais vistos

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página