Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

A música como pro’vocação

Rezar e refletir a vocação a partir da música, a partir da beleza sublime da expressão artística que se faz melodia e nos cativa, alegra, envolve, anima e eleva a outra dimensão… Na verdade, o que é a vocação na nossa vida senão a arte da afinação do encontro, o encadear harmonioso das notas do encanto e do espanto, que nos embala e eleva a outras dimensões da caridade, do serviço, da realização pessoal e da felicidade?

Por isso, rezar e refletir a dimensão vocacional da vida a partir da música foi o grande objetivo a que se propôs o Departamento Arquidiocesano da Pastoral Vocacional de Braga ao longo da 58ª Semana de Oração pelas Vocações, que este ano decorreu entre 18 e 25 de abril, a partir da publicação de diferentes vídeos de teor musical, produzidos e interpretados de forma inédita, numa dinâmica intitulada de “A Playlist da Vocação”.

No total são oito vídeos, um para cada dia da semana, divulgados nas páginas online do Departamento, numa altura em que o recurso aos meios digitais e de comunicação assume uma expressão crescente, cada vez mais central e significativa na vida e nas interações de todos, acentuado ainda pelas inúmeras contingências relativas às restrições causadas pelo contexto pandémico que vivemos.



Imagem © Departamento para a Pastoral das Vocações da Arquidiocese de Braga


Os diferentes vídeos são sempre compostos por uma música, gravada no cenário ímpar e belíssimo da Capela Imaculada, em Braga, antecedida por uma breve reflexão/“introito” e finalizada por uma oração/“balada”. Trata-se de interpretações inéditas e devidamente contextualizadas de músicas sobejamente conhecidas de todos, de teor religioso e não só, ainda que sempre com uma marca original de espiritualidade, que traçam um percurso de teor vocacional, desde a melodiosa voz que chama na delicadeza de um murmúrio de esperança, prelúdio de encantamento, até ao hino de glória e de festa da resposta, na apoteose de uma vida que se faz serviço e penhor de alegria para os outros!

Passo a passo, nota a nota, o compasso musical revela-nos que todo o processo de discernimento vocacional obriga a uma afinação em Deus, a partir do diapasão da Sua Palavra, da voz que chama e que ama. Ora, este processo passa por diferentes estádios, marcados por emoções, sentimentos e estados de espírito distintos que as diferentes músicas selecionadas procuram expressar em cada um dos vídeos.

Perante a pauta musical que Deus, o artista divino, nos chama a compor e a executar, quantas vezes soltamos a voz para vencer a inércia, à espera da Luz, à espera desse “melhor de nós” que acreditamos estar para chegar? Com que graça acolhemos as notas da Missão, convertendo-as em sopro convicto capaz de gerar melodia que ecoa coragem e desejo de arriscar? Outras vezes, porém, a dúvida é o baile que nos calha ter de dançar, troca-se o passo do compasso e nas cordas da guitarra ouvimos o trinar da crise e do medo que nos tolhe na hesitação sempre exigente das renúncias. Tudo isto numa certeza que se vai firmando, numa sonoridade que em nós se vai repetindo: precisamos de viver atados à música de Deus, aquela que nos aponta para a Cruz, para a entrega da vida, seja no matrimónio, no sacerdócio, na vida religiosa e consagrada ou na vida laical, pela afinação de um Sim que as vozes de todos nós querem e precisam de entoar!



Imagem © Departamento para a Pastoral das Vocações da Arquidiocese de Braga


Cada acorde recorda-nos o imperativo de que a todo o batizado é pedido que prepare o coração, predispondo-o e abrindo-o aos sonhos que Deus sonhou para cada um, com a delicadeza e a elegância de quem abre um piano e toca nas suas teclas com reverência, como de algo sagrado se tratasse, como se esse ritual fosse já uma oração. E, afinal, não é a vida e a sua realização algo sagrado para Deus e para nós, que devemos rezar e conduzir a partir do diálogo íntimo com Ele? Somos interpelados à diligência e aos mil e um cuidados de quem afina as cordas de uma guitarra, de quem zela por um instrumento de sopro e nele insufla esperança e vida. É-nos pedido o amor e o arrojo de quem prepara e aquece a voz, para a soltar numa resposta feliz que canta a fidelidade de ser edificador de uma Igreja que queremos cada vez mais sinodal e samaritana, como, de resto, é particularmente proposto pela Arquidiocese de Braga ao longo do presente ano pastoral.

Ora, se todos somos chamados a uma vocação, se para todos nós Deus tem um sonho de beleza e de amor, a música, enquanto expressão cultural e forma de arte que é apreciada, acolhida e entendível por todos, particularmente pelos mais jovens, será sempre um modo sublime de dar voz e encanto aos sonhos! Podemos até perguntar: O que terá Deus criado primeiro, a música ou o sonho? Haverá sonho sem um toque de melodia e será possível conceber a música sem a audácia própria de um sonhador? Na verdade, ao sonhar a nossa vocação, Deus está, desde logo, a permitir-nos experimentar as maravilhas da sinfonia do Seu amor, da Sua presença. Por sua vez, quando, como São José, ousamos sonhar os sonhos de Deus, somos parte integrante da Sua orquestra festiva, fundimo-nos na Sua música, podemos ouvi-la, dançá-la, cantá-la, tocá-la, dizê-la a todos… e não haverá alegria maior!

Que a música possa ser, nesta semana e sempre, uma pro’vocação! Que a vocação seja música para os nossos ouvidos! Que uma pastoral vocacional ativa, rica, empenhada e profícua seja melodia audível e afinada pelo evangelho no coração de toda a Igreja! Entoemo-la com o dom da nossa vida! Cantemo-la a uma só voz!



Imagem © Departamento para a Pastoral das Vocações da Arquidiocese de Braga

 

Texto e imagens: Departamento para a Pastoral das Vocações da Arquidiocese de Braga
Publicado em 26.04.2021

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos