Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Diretório homilético: Para falar de fé e beleza mesmo quando não se é «grande orador»

Imagem Capa (det.) | D.R.

Diretório homilético: Para falar de fé e beleza mesmo quando não se é «grande orador»

«O essencial é que o homileta ponha a Palavra de Deus no centro da sua vida espiritual, conheça bem o seu povo, reflita sobre os acontecimentos do seu tempo, procure constantemente desenvolver as capacidades que o ajudem a pregar de forma apropriada e, sobretudo, consciente da própria pobreza espiritual, invoque na fé o Espírito Santo como principal artífice no tornar dócil aos divinos mistérios o coração dos fiéis.»

Estas são algumas das prioridades que o pregador deve ter em atenção, de acordo com a introdução ao "Diretório homilético", publicado pela Paulus Editora, documento da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, do Vaticano, que oferece «orientações comuns e precisas para a preparação das homilias».

O texto divide-se em duas partes: na primeira descreve-se a natureza, a função e o contexto peculiar da homilia, enquanto que a seguir se exemplificam «as coordenadas metodológicas que o homileta deve conhecer», refere a introdução.

Intitulado "A arte da pregação", o capítulo segundo abrange os principais dias do ano litúrgico, começando pelo Tríduo Pascal e os cinquenta dias que se lhe seguem, até ao Pentecostes, os domingos da Quaresma e do Advento, o Natal, e o Tempo Comum, a que se juntam "Outras ocasiões", como as missas nos dias de semana, o sacramento do Matrimónio e as exéquias.

O texto «pretende dar uma resposta ao pedido formulado por alguns participantes no Sínodo dos Bispos sobre a Palavra de Deus e ao desejo do papa Bento XVI que pediu às instâncias competentes que preparassem um Diretório sobre a homilia. Também o seu sucessor, o papa Francisco, faz da pregação uma das prioridades da vida da Igreja, como claramente emerge da sua primeira exortação apostólica, "Evangelium gaudium"».

As sugestões são «gerais» porque a homilia é um «campo muito variável do ministério, quer pela diversidade de cultura entre as diversas assembleias, quer pelos talentos e limites de cada homileta», que pode cair no «desânimo» diante das «múltiplas exigências da ação pastoral, aliadas a um sentido de inadequação pessoal».

É um facto que «alguns, por capacidade e formação, têm mais dom de palavra do que outros», mas a «consciência do próprio limite» pode ser superada, como recorda a Bíblia com os casos de Moisés, Jeremias e o apóstolo Paulo, todos com dificuldades e receios em se expressar, aponta a introdução, salientando que «para se tornar um homileta eficaz, não é necessário ser um grande orador».

Entre os «quatro pontos de importância perene» encontram-se os «princípios da interpretação bíblica católica», a conformação da vida espiritual do pregador à Bíblia e as «necessidades daqueles a quem é dirigida a pregação da Igreja, às suas culturas e situações de vida, também elas determinantes para a forma da homilia, uma vez que ela tem também a função de converter ao Evangelho a vida do ouvinte».

«A homilia não pode ser um espetáculo de divertimento, não corresponde à lógica dos recursos mediáticos, mas deve dar fervor e significado à celebração», frisa o papa Francisco num dos parágrafos que dedica ao tema na exortação "A alegria do Evangelho".

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 31.03.2015

 

Título: Diretório homilético
Autor: Congregação para o culto divino e a disciplina dos sacramentos
Editora: Paulus
Páginas: 168
Preço: 7,50 €
ISBN: 978-972-301-869-1

 

 
Imagem Capa | D.R.
Entre os «quatro pontos de importância perene» encontram-se os «princípios da interpretação bíblica católica», a conformação da vida espiritual do pregador à Bíblia e as «necessidades daqueles a quem é dirigida a pregação da Igreja, às suas culturas e situações de vida»
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos