/head Ecumenismo: Do “estarmos uns ao lado dos outros” para o “estarmos juntos” | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Ecumenismo: Do “estarmos uns ao lado dos outros” para o “estarmos juntos”

«A comunidade de todos os batizados não é um mero “estar uns ao lado dos outros”, e certamente não é um “estar uns contra os outros”, mas quer tornar-se um cada vez mais profundo “estar juntos”», declarou hoje o papa.

Na véspera do início da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, Francisco recebeu, no Vaticano, uma delegação da Igreja luterana da Finlândia, por ocasião da sua peregrinação ecuménica anual a Roma, evocativa de Santo Henrique, padroeiro do país.

«Os cristãos são aqueles que podem dar graças pelo seu Batismo. Esta gratidão liga e alarga os nossos corações, abre-os ao próximo, que não é um adversário, mas o nosso amado irmão, a nossa amada irmã», acentuou o papa.

Depois de salientar que o «ecumenismo espiritual e o diálogo ecuménico servem para aprofundar» o «estar juntos», Francisco expressou o desejo de que esta aproximação «continue a crescer, a desenvolver-se e a dar fruto».

“Trataram-nos com rara humanidade” é o tema do oitavário ecuménico, extraído da narração que o apóstolo S. Paulo fez da sua viagem marítima para Roma, em referência aos habitantes da ilha de Malta, que o acolheram, juntamente com centenas de náufragos.

É neste contexto que as Igrejas cristãs de Malta e Gozo foram escolhidas para elaborar os materiais de apoio para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos deste ano.

«Como cristãos batizados, acreditamos que Cristo quer encontrar-nos precisamente naquelas pessoas que na vida naufragaram, em sentido literal e em sentido figurado. Quem oferece hospitalidade, não se torna mais pobre, mas mais rico. Quem dá, recebe em contrapartida», vincou.

Para Francisco, a humanidade que se expressa a quem dela mais precisa torna quem a patrica «misteriosamente participante da bondade» divina.

A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos assinala-se, no hemisfério norte, de 18 a 25 de janeiro, data proposta em 1908 pelo P. Paul Wattson, por estar compreendida entre as festas litúrgicas da Cadeira de S. Pedro e da Conversão de S. Paulo.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Sala de Imprensa da Santa Sé
Imagem: Oração ecuménica junto do túmulo de S. Paulo | Vaticano | 18.1.2019 | D.R.
Publicado em 17.01.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos