Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Novas igrejas de todos os tempos: Iconografia pascal na igreja de Herz Jesu - Portas da Paixão (1/3)

Imagem Igreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus) | Cravos | Alexander Beleschenko | 2000 | Foto: Liao Yusheng | D.R.

Novas igrejas de todos os tempos: Iconografia pascal na igreja de Herz Jesu - Portas da Paixão (1/3)

Tema: Arte

A igreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus), consagrada no dia 26 de novembro de 2000, localiza-se no bairro de Neuhausen, não muito distante do centro de Munique, Alemanha. Foi construída segundo projeto dos arquitetos Markus Allmann, Amandus Sattler e Ludwig Wapner, vencedores de um concurso que contou com mais de 150 propostas para a reconstrução da antiga igreja, destruída num incêndio seis anos antes.



ImagemIgreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus) | Munique | Foto: Florian Holzherr | D.R.


Edifício de arquitetura assumidamente contemporânea, a nova igreja conta com um largo programa iconográfico, onde se incluem diversas obras associadas à Paixão de Cristo, que se juntaram a uma das poucas peças sobreviventes ao fogo: o crucifixo esculpido em 1960 pelo escultor alemão Karl Knappe, hoje situado no átrio da igreja.



ImagemIgreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus) | Munique | Foto: Florian Holzherr | D.R.


A primeira obra de arte que confronta o visitante interpela-o ainda no adro. Fundida com a arquitetura, integra a totalidade da fachada principal, que é afinal, toda ela, um grande portal duplo de um azul intenso que se mistura por vezes com o céu. A aproximação à igreja revela progressivamente a criação do artista Alexander Beleschenko, que preencheu cada superfície da vasta retícula vidrada que compõe o portal com dezenas de cravos, agrupando-os como letras cuneiformes que reescrevem passagens da Paixão segundo S. João. Perante os milhares de cravos gravados no portal, como não lembrar tantos que seguiram Cristo, levando dia após dia a sua cruz (cf. Lc 9, 23)? Como não descobrir naquele portal os nossos próprios cravos, participantes da cruz de Cristo?



ImagemIgreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus) | Munique | Cravos | Alexander Beleschenko | 2000 | Foto: Jens Wiesner | D.R.

 

João Alves da Cunha
Arquiteto, Grupo de Arquitetura do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura
Publicado em 08.09.2015

 

 
Imagem Igreja de Herz Jesu (Sagrado Coração de Jesus) | Cravos | Alexander Beleschenko | 2000 | Foto: Liao Yusheng | D.R.
A primeira obra de arte que confronta o visitante interpela-o ainda no adro. Fundida com a arquitetura, integra a totalidade da fachada principal, que é afinal, toda ela, um grande portal duplo de um azul intenso que se mistura por vezes com o céu
A aproximação à igreja revela progressivamente a criação do artista Alexander Beleschenko, que preencheu cada superfície da vasta retícula vidrada que compõe o portal com dezenas de cravos, agrupando-os como letras cuneiformes que reescrevem passagens da Paixão segundo S. João
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos