Papa Francisco
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Vaticano

Papa celebra missa da Ceia do Senhor, Quinta-feira Santa, em prisão para menores

O papa Francisco vai celebrar a missa de Quinta-feira Santa numa prisão para menores, anunciou esta quinta-feira o Vaticano.

Informações avançadas na quarta-feira, não confirmadas hoje, referiam que o papa determinou que fossem convidadas para a celebração pessoas assistidas pela Cáritas de Roma e outras organizações de apoio social.

A missa que inclui o gesto do lava-pés, como sinal de serviço, era celebrada habitualmente na basílica de S. João de Latrão, em Roma.

A decisão do papa surge na continuidade do que realizava quando era arcebispo de Buenos Aires, ao celebrar a eucaristia em prisões, hospitais e centros de acolhimento para pessoas pobres.

No encontro com os jornalistas que ocorreu no sábado, o papa Francisco expressou o desejo de contribuir para a edificação de uma Igreja pobre e para os pobres.

Durante a audiência que teve esta quarta-feira no Vaticano com representantes de Igrejas cristãs, comunidades eclesiais e tradições religiosas, Francisco sublinhou que, em conjunto, «é possível fazer muito pelo bem de quem é mais pobre, de quem é fraco e de quem sofre, para favorecer a justiça, para promover a reconciliação, para construir a paz».

«Mas sobretudo devemos manter viva no mundo a sede do absoluto, não permitindo que prevaleça uma visão da pessoa humana a uma só dimensão, segundo a qual o homem se reduz ao que produz e ao que consome», naquela que é «uma das insídias mais perigosas» da atualidade.

Esta quinta-feira o papa recebeu o argentino Adolfo Pèrez Esquivel (n. 1931), arquiteto, escultor e ativista dos direitos humanos que em 1980 foi distinguido com o Prémio Nobel da Paz.

Esquivel repudiou firmemente após o conclave as acusações dirigidas ao papa, quando era arcebispo de Buenos Aires, relativamente à alegada colaboração com o regime ditatorial argentino.

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 24.03.13

Redes sociais, e-mail, imprimir

Foto

 

Ligações e contactos

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página