A teologia visual da beleza
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosConcílio Vaticano II - 50 anosBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Arquitetura

Simplicidade, cor e luz definem capela portuguesa semifinalista dos prémios ArchDaily, diz pároco

O pároco da capela de Santa Ana, em Sousanil, Santa Maria da Feira, uma das semifinalistas dos prémios atribuídos pelo site ArchDaily, elogia a arquitetura do espaço e sublinha que ela proporciona o encontro com o sagrado.

O padre Emanuel Bernardo disse hoje ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura que a «simplicidade, o branco de pureza e a luz» constituem os elementos que mais o atraem na obra concebida pelo gabinete e|348, de Póvoa de Varzim.

«As janelas pequenas por onde entra a luz criam reflexos e geometrias», assinalou o responsável, que a 26 de julho de 2009 inaugurou a capela situada na paróquia de São Pedro de Canedo, diocese do Porto.

Foto

«Sinto-me muito bem quando lá celebro, sinto paz provavelmente por a capela estar despida de muitas coisas», acrescentou.

O espaço dedicado a Santa Ana, mãe da Virgem Maria, «atrai muitas pessoas» e é «ponto de encontro», tendo sido erguido num terreno onde antes havia «silvas, mato e algumas videiras», explicou o sacerdote de 39 anos.

Foto

Para o padre Emanuel a obra representa «o que a arquitetura pode proporcionar no encontro com o sagrado», ainda que para chegar a esse resultado seja preciso «correr riscos e dar passos firmes» na convicção de que está «a procurar fazer o melhor».

Nas fases de conceção e construção é essencial ser aconselhado por «pessoas entendidas», salientou o pároco, que também referiu a importância da sensibilização da comunidade, fazendo com que as pessoas acreditem «que se podem apaixonar por um projeto que é feito por eles e para eles».

Foto

«O grande risco não é construir, porque tudo é matéria, o cimento, o ferro, a pedra; o que é preciso é dar-lhe aquele sopro onde as pessoas possam encontrar o divino, trabalho que tem de ser feito lentamente», assinalou.

A presença na paróquia há 13 anos assegura uma «relação de confiança muito grande» com os fiéis que contribuiu para transformar algumas inquietações iniciais: «as pessoas foram aceitando, acreditando e apaixonando-se».

Foto

A capela de Santa Ana, a igreja da paróquia do Estoril (Cascais) e a capela do Seminário Conciliar de Braga são os três semifinalistas portugueses na categoria de arquitetura religiosa dos prémios atribuídos pelo site ArchDaily, que reivindica o título de mais visitado da especialidade.

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 17.02.12

Foto

 

 

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Subscreva

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página

 

 

 

2011: Eurico Carrapatoso. Conheça os distinguidos das edições anteriores.
Leia a última edição do Observatório da Cultura e os números anteriores.