Vemos, ouvimos e lemos
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosLigaçõesBrevesAgenda Arquivo

História

Universidade Católica realiza e estreia documentário sobre Guerra Junqueiro

A Universidade Católica Portuguesa (UCP), no Porto, estreia esta terça-feira, 15 de novembro, um documentário de 90 minutos sobre o escritor, político e jornalista Guerra Junqueiro (1850-1923), realizado por Henrique Manuel Pereira, de 43 anos.

O professor da Escola das Artes da UCP disse à agência Lusa que o trabalho orçado em 10 mil euros conta com a «grande generosidade» dos participantes, como os atores Eunice Muñoz e Ruy de Carvalho, o realizador Manoel de Oliveira, o cantor Pedro Abrunhosa e o jornalista Fernando Alves, que deu voz à personagem de Guerra Junqueiro.

O documentário sobre as «questiúnculas religiosas e poéticas» do poeta demorou dois anos a concretizar, depois de 100 horas de filmagens e mais de 30 de entrevistas a cerca de 50 pessoas entre as quais familiares, estudiosos, admiradores e contemporâneos de Guerra Junqueiro.

Imagem

Henrique Manuel Pereira, autor da tese de doutoramento “Guerra Junqueiro -- Da Contradição à Unidade Polifónica”, traça um «retrato inteiro» do «poeta», «político», «colecionador de arte», «homem de ciência» e «pensador», recorrendo a uma recolha «exaustiva» de material de arquivo fílmico, fotográfico e iconográfico.

O trabalho é exibido às 21h30 no pólo da Foz da UCP (auditório Ilídio Pinho), seguindo para o circuito de festivais nacionais e internacionais, estando previsto que passe num dos canais da televisão pública e seja editado em DVD, com legendas em inglês e espanhol.

O filme, que conta com uma banda sonora constituída por composições baseadas em poemas do autor interpretadas por nomes do panorama musical nacional e estrangeiro, é um dos mais importantes momentos da iniciativa “Revisitar/Descobrir Guerra Junqueiro", da Universidade Católica no Porto.

Foto

Abílio Guerra Junqueiro, que nasceu em 1850 em Freixo de Espada a Cinta (Trás-os-Montes), iniciou a sua carreira literária em Coimbra no jornal "Folha", onde criou relações de amizade com alguns dos escritores e poetas mais consagrados da sua época.

O autor de "Musa em férias", "Pátria", "A velhice do padre eterno" ou "Horas de Combate" estudou Teologia, formou-se em Direito na Universidade de Coimbra e morreu a 07 de julho de 1923, com 72 anos, em Lisboa.

Guerra Junqueiro é entendido como um «poeta panfletário» e a sua poesia terá contribuído para o ambiente revolucionário que conduziu à implantação da República em Portugal.

 

 

 

Entrevista a Henrique Manuel Pereira

 

 

Lusa / SNPC
Vídeo da entrevista: Ecclesia
© SNPC | Atualizado em 15.11.11

Foto
Guerra Junqueiro

 

 

Artigos relacionados

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Subscreva

 


 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página

 

 

 

2011: Eurico Carrapatoso. Conheça os distinguidos das edições anteriores.
Leia a última edição do Observatório da Cultura e os números anteriores.