Breves
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Vaticano

"O artista, como a Igreja, testemunha da beleza da fé": academias pontifícias realizam sessão pública e entregam prémio

As academias coordenadas pelo Pontifício Conselho da Cultura realizam esta quarta-feira, em Roma, a sua 17.ª sessão pública.

O programa prevê a entrega do Prémio das Academias Pontifícias, reservado este ano a escultores e pintores, bem como a entrega das cartas de nomeação aos responsáveis e membros da Pontifícia Academia das Latinidades, recentemente instituída pelo papa Bento XVI.

O encontro marcado para as 15h45 de Lisboa decorre sob o tema “O artista, como a Igreja, testemunha da beleza da fé”.

A abertura dos trabalhos cabe ao presidente do Pontifício Conselho da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi, que esteve esta sexta-feira e sábado em Guimarães e Braga para a realização do Átrio dos Gentios, estrutura da Igreja Católica que tem como objetivo promover o diálogo entre crentes e não crentes.

Segue-se a saudação do secretário de Estado da Santa Sé, cardeal Tarcisio Bertone, que lê uma mensagem do papa e entrega a carta de nomeação do presidente, secretário e académicos da Pontifícia Academia para a Latinidade.

Após a entrega do Prémio das Academias Pontifícias prevê-se o discurso do presidente deste organismo, Ivano Dionigi.

A agenda prossegue com a intervenção do cineasta italiano Pupi Avati, pertencente a uma das academias pontifícias, e a exibição do seu filme “Guardando oltre”, que dedicou ao papa em 2011, por ocasião dos seus 60 anos de ordenação sacerdotal.

A sessão, que inclui a execução de cinco peças musicais interpretadas pelo Coro da Diocese de Roma, conta com a presença dos responsáveis das academias de Teologia, S. Tomás de Aquino, Imaculada, Mariana Internacional, Belas Artes e Letras dos Virtuosos do Panteão, Cultorum Martyrum e Romana de Arqueologia.

O Pontifício Conselho da Cultura é também responsável por uma exposição sobre os tesouros do Azerbeijão, que até 5 de dezembro evoca na Praça de S. Pedro, no Vaticano, os 20 anos de relações diplomáticas entre o pais e a Santa Sé.

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 19.11.12

Redes sociais, e-mail, imprimir

FotoBiblioteca do Vaticano

 

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Subscreva

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página

 

 

 

2012: Nuno Teotónio Pereira. Conheça os distinguidos das edições anteriores.
Leia a última edição do Observatório da Cultura e os números anteriores.