Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Cardeal Tolentino Mendonça passa a integrar Conselho Pontifício da Cultura

O papa Francisco determinou hoje que o cardeal português José Tolentino Mendonça, arquivista e bibliotecário da Santa Romana Igreja, passa a integrar o Conselho Pontifício da Cultura, dirigido pelo também cardeal e biblista Gianfranco Ravasi, de origem italiana.

Ao primeiro diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura junta-se no mesmo organismo o cardeal Jean-Claude Hollerich, arcebispo do Luxemburgo, refere a Sala de Imprensa da Santa Sé.

D. Tolentino Mendonça regressa ao Conselho Pontifício da Cultura, de que foi consultor até ser nomeado arquivista e bibliotecário da Santa Sé, onde vai reencontrar, na qualidade de delegado, o bispo português D. Carlos Azevedo.

Os membros do Conselho Pontifício da Cultura, cardeais, bispos, eclesiásticos e leigos, são «personalidades relevantes da Igreja e do mundo da cultura», nomeados pelo papa durante cinco anos», assinala a página da instituição.

«A eles compete ajudar o presidente a identificar os principais desafios culturais da Igreja, e a estabelecer as linhas de trabalho do Dicastério», explica a mesma fonte, acrescentando que os membros «reúnem-se normalmente a cada dois anos na assembleia plenária», podendo, «em determinados casos», intervir em nome do Conselho em reuniões internacionais.

A lista de membros, ainda sem estas duas nomeações, é composta por 11 cardeais, 16 bispos e três personalidades da cultura, leigos.

Instituído a 20 de maio de 1982, pelo papa S. João Paulo II, o Conselho Pontifício da Cultura é o dicastério da cúria vaticana que ajuda o papa em matérias que dizem respeito ao encontro entre o Evangelho e a Cultura, bem como às relações entre a Igreja e a Santa Sé com os mundos culturais.

O objetivo é reabrir um diálogo sincero, a fim de que os representantes da ciência, da literatura e da arte se sintam reconhecidos pela Igreja como buscadores autênticos do verdadeiro, do bom e do belo».

Fé e Cultura, Diálogo com as Culturas e Bens Culturais constituem as três secções do Conselho Pontifício, responsável pelo Átrio dos Gentios, plataforma desejada por Bento XVI para promover o diálogo entre crentes e não crentes.

A orgânica do Conselho é composta por vários departamentos: Arte e Fé, Ateísmo/Átrio dos Gentios, Bens Culturais, Comunicação e Linguagens, Culturas no Mundo, Economia, Organismos Internacionais de Cultura, Cultura e Mística, Música, Ciência e Fé, Cultura e Desporto.

O dicastério, que em anos recentes tem centrado as atenções nas implicações da influência crescente da ciência e da robótica na conceção do ser humano e na vida em sociedade, acolhe os órgãos consultivos da Consulta Feminina e da Consulta Juvenil.

O cardeal Gianfranco Ravasi, com 77 anos, foi nomeado por Bento XVI para presidir ao Conselho Pontifício da Cultura em setembro de 2007, tendo sido confirmado nesse serviço pelo papa Francisco três dias após a sua eleição pontifícia, a 16 de março de 2012.


 

Rui Jorge Martins
Fonte: Sala de Imprensa da Santa Sé
Imagem: Cardeal José Tolentino Mendonça | Agência Ecclesia | D.R.
Publicado em 21.02.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos