Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Colóquio "Desporto, Ética e Transcendência" junta teologia, literatura e espiritualidade ao mundo desportivo

Imagem D.R.

Colóquio "Desporto, Ética e Transcendência" junta teologia, literatura e espiritualidade ao mundo desportivo

José Couceiro, treinador de futebol, Gonçalo M. Tavares, escritor, Ribeiro Cristóvão, jornalista, e Leila Marques, ex-atleta paralímpica de natação, são alguns dos intervenientes no colóquio internacional "Desporto, Ética e Transcendência", que decorre a 20 de maio, em Lisboa.

A iniciativa resulta de uma parceria entre o Instituto Português do Desporto e Juventude/Plano Nacional de Ética no Desporto, o Centro de Estudos de Religiões e Culturas da Universidade Católica Portuguesa (UCP), e o Instituto Luso-Ilírio para o Desenvolvimento Humano.

«O moderno campo desportivo foi sempre portador de alguns dos principais valores das sociedades. No século XIX, conheceu-se uma particular aliança entre desporto e moral: a performance desportiva foi pensada como uma via de musculação moral do indivíduo. Alguns desportos continuam, hoje, a ser um importante suporte simbólico da experiência coletiva – quando outros suportes conhecem uma ampla erosão», assinala o texto de apresentação.

O alto rendimento tornou-se «metáfora da superação de si e lugar de sacralização de quase ilimitados recursos tecnocientíficos», enquanto que «no quotidiano dos cidadãos a nova moral passa pela ascese desportiva, em ordem ao bem-estar», pelo que o desporto constitui «um dos mais importantes laboratórios» da contemporaneidade.

A primeira conferência do colóquio, "Ética do silêncio - Aventura interior num mundo frenético", é proferida pelo escritor e ensaísta Pablo d'Ors, com apresentação de José Tolentino Mendonça, vice-reitor da UCP, instituição onde se desenrola o encontro, que tem inscrições gratuitas.

O primeiro painel debate o tema "O que é um corpo? Fenomenologia e sentido do corpo atlético", com Teresa Lacerda, Manuel Sérgio e António Martins, investigadores, respetivamente, da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, e Faculdade de Teologia da UCP, com moderação de Ribeiro Cristóvão.

"Vivências desportivas", título do segundo painel da manhã, junta Leila Marques, Jorge Pina, atleta paralímpico de atletismo, e Nuno Delgado, ex-atleta olímpico e treinador de judo, estando a moderação confiada a António Magalhães, diretor do jornal "Record".

Após o almoço, Lluis Duch, da Universidade Autónoma de Barcelona, fala sobre "Sacralidades desportivas, símbolos, mitos e rituais", com moderação de Juan Ambrosio, da Faculdade de Teologia.

"Desporto, ascese e transcendência", núcleo do colóquio, é também o tema do terceiro painel, que congrega o escritor Gonçalo M. Tavares, professor na Faculdade de Motricidade Humana, Alfredo Teixeira, da Faculdade de Teologia, e António Simões, do jornal "A Bola", que modera a mesa redonda.

"Vender e perder o jogo e... a vida" conta com as intervenções de José Couceiro, Alexandre Palma, da Faculdade de Teologia, e Michel Renaud, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com moderação de Carlos Albuquerque, da RTP.

Entre as múltiplas expressões que têm manifestado a atenção da Igreja ao desporto inclui-se a criação de um departamento específico no Vaticano, na esfera do Pontifício Conselho da Cultura.

Encorajar a prática desportiva como recurso educativo e ferramenta para o desenvolvimento cultural, estabelecer relações entre a Santa Sé e instituições internacionais e associações católicas desportivas, facilitar o diálogo com personalidades e organizações dedicadas ao desporto, e realizar encontros bilaterais são alguns dos propósitos do organismo.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 09.04.2015

 

 

 
Imagem D.R.
O alto rendimento tornou-se «metáfora da superação de si e lugar de sacralização de quase ilimitados recursos tecnocientíficos», enquanto que «no quotidiano dos cidadãos a nova moral passa pela ascese desportiva, em ordem ao bem-estar», pelo que o desporto constitui «um dos mais importantes laboratórios» da contemporaneidade
Entre as múltiplas expressões que têm manifestado a atenção da Igreja ao desporto inclui-se a criação de um departamento específico no Vaticano, na esfera do Pontifício Conselho da Cultura
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos