Breves
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Informação

A Igreja em Portugal e no mundo: síntese (8.8.2013)

«Faça uma criança feliz», pede Cáritas de Beja

«Faça uma criança feliz» é o nome da campanha de recolha de brinquedos e roupas para crianças organizada pela Cáritas Diocesana de Beja, que pretende promover ateliês, durante as férias de verão, para crianças de famílias acompanhadas pela instituição.

O aumento dos pedidos de ajuda, que se estende a vestuário para adultos, «é fruto do desemprego e de casos de fim do subsídio de desemprego», aponta a responsável da organização de apoio social.

Há «muitas famílias sem qualquer tipo de recursos financeiros e, portanto, a questão alimentar, o pagamento da água, da luz e das rendas de casa, muito altas no concelho, está a agravar a vida das famílias», acrescenta Teresa Chaves.

Saiba mais

 

Cáritas de Coimbra procura padrinhos que ajudem a comprar manuais escolares

Foto

A Cáritas Diocesana de Coimbra procura padrinhos que ajudem jovens de bairros dos Bairros da Rosa e Ingote a comprar os manuais escolares para o próximo ano letivo.

A campanha "Sementes do Saber" visa apadrinhar estudantes que frequentam o 3.º ciclo do ensino básico ou secundário, «promovendo o seu sucesso escolar», e destina-se à aquisição de material escolar ou de manuais escolares.

Os alunos vivem em zonas de realojamento social e com «elevadas necessidades financeiras e educativas», assinala a instituição da Igreja católica.

A nova legislação «penalizou algumas famílias, que perderam o apoio ao nível da Ação Social Escolar», salienta a Cáritas, acrescentando que no ano passado 50 padrinhos apoiaram 45 alunos de 32 agregados familiares.

Saiba mais

 

Algarve: Igreja vai à praia

Foto

As Irmãs Doroteias e jovens ligados à congregação percorrem até 12 de agosto a praia da Quarteira, no litoral algarvio, para levarem a «esperança» e a «provocação» de Deus àos veraneantes.

O objetivo é ajudar as pessoas a fazerem das suas férias um período de «descanso em Deus», mas sem que o «esqueçam» ou «arrumem na prateleira», explica a coordenadora do projeto, irmã Arminda Oliveira.

As «tendas de Deus» propõem leituras e um espaço de silêncio para refletir e rezar, refere a religiosa, que também menciona a variedade de reações, que vão desde a aceitação até à recusa, passando pelo diálogo.

Saiba mais

 

Bispo jesuíta português morreu em Moçambique

FotoCatedral de Lichinga. Foto: Pedro007

O bispo D. Luís Gonzaga Ferreira da Silva, jesuíta de 90 anos, faleceu esta quarta-feira em Moçambique, anunciou a província portuguesa da Companhia de Jesus.

O prelado, que nasceu no concelho de Santo Tirso, foi bispo de Lichinga (antiga Vila Cabral), no norte de Moçambique, entre 1972 e 2003.

Depois da resignação regressou à Angónia, onde tinha sido missionário desde os anos 50, e viveu os últimos anos entre os Angonis, como ajudante de pároco, ao serviço das comunidades cristãs.

«Simples e acessível, com conhecimento das línguas locais, era um verdadeiro pastor que vivia para os outros», disse o secretário da Conferência Episcopal Portuguesa, padre Manuel Morujão, também membro da Companhia de Jesus.

Saiba mais

 

Jamaica: «Pobreza extrema» esconde-se atrás do turismo

Foto

«Atrás da beleza exuberante que cativa milhões de turistas para a Jamaica, há uma realidade tenebrosa que o mundo parece querer ignorar, a pobreza extrema», denuncia a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

É neste contexto que trabalham os Missionários dos Pobres, que começaram por se concentrar na capital, Kingston, sobretudo junto dos bairros de lata, prestando apoio a «doentes, sem-abrigo, prostitutas, vítimas da SIDA, incapacitados, crianças, mães solteiras e presos».

Sem mais recursos do que aqueles provenientes de ofertas, os religiosos construíram cinco lares, dois para mulheres, dois para homens e um para crianças.

Saiba mais

 

Papa aperta controlo à lavagem de dinheiro no Vaticano

Imagem

O papa publicou novas regras para prevenir e combater «atividades criminosas» relacionadas com branqueamento de capitais no Vaticano, tendo também criado, com esse objetivo, o Comité de Segurança Financeira.

A instituição vai coordenar a «prevenção e combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e à proliferação de armas de destruição em massa», lê-se num documento assinado por Francisco.

«Desejo renovar o compromisso da Santa Sé na adoção dos princípios e na utilização dos instrumentos jurídicos desenvolvidos pela comunidade internacional», aponta o papa.

Francisco ordenou aos organismos da Santa Sé a concretização de medidas de «vigilância preventiva sobre as entidades que desenvolvem profissionalmente uma atividade de natureza financeira».

Saiba mais

 

Fontes: Agência Ecclesia, Renascença
Edição: Rui Jorge Martins
© SNPC | 08.08.13

Redes sociais, e-mail, imprimir

Imagem

 

Ligações e contactos

 

Artigos relacionados

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página