Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Obra sobre bispo Pedro Casaldáliga ganha prémio Gaudí de melhor filme para televisão

Imagem "Descalço sobre a terra vermelha" | D.R.

Obra sobre bispo Pedro Casaldáliga ganha prémio Gaudí de melhor filme para televisão

O filme “Descalço sobre a terra vermelha”, sobre a vida do missionário espanhol Pedro Casaldáliga Plá, venceu a categoria de melhor filme para televisão na 7.ª edição dos prémios Gaudí, atribuídos no domingo pela Academia de Cinema Catalã.

Estreado em 2014, a minissérie foi realizada por Oriol Ferrer e escrita por Marcos Bernstin e Maria Jaén, com coprodução das empresas espanholas TVE, TV3 e Minoría Absoluta, e das brasileiras TV Brasil e Raiz-Produções Cinematográficas.

A obra conta a vida do prelado emérito da diocese brasileira de S. Félix do Araguaia, chamado “bispo dos pobres” e “voz dos índios”, que ao longo do seu ministério teve de esclarecer as suas posições com o Vaticano, além de ter enfrentado a ditadura militar e os proprietários de terras.

A coprodução combina a ação e a espiritualidade, apresentando imagens fortes quer da paisagem natural do estado do Mato Grosso, quer da paisagem humana e social onde a narrativa se situa, no contexto da Teologia da Libertação e da ditadura brasileira dos anos 70.

O filme, baseado no livro homónimo de Francesc Escribano, inicia-se com a chegada de Pedro Casaldáliga ao Brasil, em 1968, terminando com a visita ao Vaticano, quando se reuniu com o papa S. João Paulo II e o cardeal Joseph Ratzinger, que então dirigia a Congregação para a Doutrina da Fé.

Rodado em S. Félix do Araguaia, onde o missionário reside, “Descalço sobre a terra vermelha” foi premiado em festivais realizados em Nova Iorque, Seul, Biarritz e Barcelona, nas categorias de melhor ator, banda sonora, argumento e filme para televisão.

D. Pedro Casaldáliga, que a 16 de fevereiro completa 87 anos, nasceu em Balsanery, próximo de Barcelona, em 1928. Entrou na congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) e foi ordenado padre em 1952.

Em 1971, com 43 anos, o Beato papa Paulo VI nomeou-o primeiro bispo da prelatura territorial de S. Félix, ministério de que se retirou há uma década, a 2 de fevereiro de 2005, por ter ultrapassado os 75 anos, idade limite estabelecida pelo Código de Direito Canónico.



 

Rui Jorge Martins
Publicado em 03.02.2015

 

 
Imagem Descalço sobre a terra vermelha | D.R.
“Descalço sobre a terra vermelha” foi premiado em festivais realizados em Nova Iorque, Seul, Biarritz e Barcelona, nas categorias de melhor ator, banda sonora, argumento e filme para televisão
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos