Observatório da Cultura
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Ciência

Centro de Investigação da Fundação Champalimaud

No dia 5 de outubro de 2010 a Fundação Champalimaud assinalou o fim da construção do «Champalimaud Centre for the Unknown».

Ficou assim concretizado o objetivo da Fundação Champalimaud de construir um centro de investigação científica multidisciplinar translacional de referência no campo da biomedicina, que garanta as condições ideais e as mais modernas tecnologias para que investigadores e académicos nacionais e estrangeiros desenvolvam projetos de excelência, com aplicação clínica, nas áreas das neurociências e da oncologia. As atividades de investigação e clínica são complementadas com o ensino pós-graduado e com programas de mestrado e de doutoramento.

Foto

O Centro foi construído perto da Torre de Belém, de onde os navegadores partiram há cinco séculos em busca do ‘desconhecido’. A sua presença alavanca este legado histórico e estabelece uma ponte inspiradora entre as “Descobertas” e a epopeia atual das descobertas científicas.

O projeto do Arquiteto Charles Correa desenvolve e potencia os objectivos de excelência científica e de celebração das “Descobertas”, e devolve o rio à cidade.

O Centro Champalimaud inclui 3 edifícios:

- Edifício A, que se desenvolve em volta de um jardim tropical e que inclui as áreas de diagnóstico e de tratamento nos pisos inferiores, e os laboratórios de investigação nos pisos superiores. A área de tratamento abre-se para um outro jardim mais reservado, para utilização dos doentes. A transparência do edifício e a comunicação franca entre os pisos promovem o desejado encontro entre os cientistas, os clínicos e os utentes.

Foto

- Edifício B, que inclui no piso térreo o Auditório, o Centro de Exposições e o Restaurante, com um terraço virado para o rio. No piso superior estão os escritórios da Fundação, que comunicam com o Edifício A através de uma elegante ponte de vidro.

- Anfiteatro ao ar livre com vista para o rio.

A disposição dos edifícios cria uma via pedonal, suavemente ascendente, em direção ao mar e, simbolicamente, ao ‘desconhecido’; na sua subida vê-se apenas céu até ser atingido o seu ponto mais alto, onde aparece um espelho de água que, aparentemente, continua com o oceano.

O Centro Champalimaud é um espaço aberto que promove a relação da cidade com o oceano e com o ‘desconhecido’ e que oferece ao público amplas zonas ajardinadas de grande beleza na zona ribeirinha.

Foto

 

Roque da Cunha Ferreira
Fundação Champalimaud
In Observatório da Cultura, n.º 14 (Novembro 2010)
© SNPC | 06.11.10

Centro Champalimaud
Pedro Cunha / Público

 

 

Artigos relacionados

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página