Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Paróquia realiza "Via Lucis" com poemas de autores consagrados

Imagem D.R.

Paróquia realiza "Via Lucis" com poemas de autores consagrados

A paróquia de Palhaça, na diocese de Aveiro, organiza esta sexta-feira à noite uma "Via Lucis", meditação sobre o tempo entre a ressurreição de Cristo e o Pentecostes, com recurso a poemas de autores consagrados.

O percurso com 14 quadros centrados nos 50 dias do Tempo Pascal «tem a particularidade de ser todo ele acompanhado pela declamação de poemas criteriosamente escolhidos para as diversas estações», refere uma nota enviada hoje ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

A «riqueza» e «esperança» que nascem de Cristo Ressuscitado pode fazer-se também «através da beleza da palavra e da literatura, abrindo horizontes a novas experiências em Igreja», sublinha o comunicado.

José Augusto Mourão, Ruy Belo, Adélia Prado, António Ramos Rosa, Sophia de Mello Breyner Andresen, Daniel Faria, Rainer Maria Rilke, Fernando Echevarria e José Tolentino Mendonça são alguns dos autores selecionados por Helena Valentim.

Nos últimos anos a paróquia «viveu de forma particularmente intensa o tempo de Quaresma, levando ao palco a teatralização da Paixão de Cristo»; em 2015 foram convocados «todos os agentes paroquiais e toda a comunidade é convidada a vestir de branco e a iluminar varandas, ruas e janelas com velas, num testemunho público que se pretende interpelador».

A "Via Lucis" (Caminho da Luz), baseada em trechos bíblicos dos Evangelhos e do livro dos Atos dos Apóstolos, é uma forma de devoção católica que se realiza especialmente durante o Tempo Pascal, complementando a via-sacra, inspirada no caminho de Jesus desde que foi preso até à sua morte na cruz.

O esquema habitual da "Via Lucis" compreende, para cada uma das estações, uma leitura da Escritura, uma breve meditação uma oração e um cântico, geralmente executados em procissão e com momentos de paragem, à semelhança da via-sacra, entre outros elementos.

O Tempo Pascal é o espaço mais intenso de todo o ano litúrgico. Em 2015, termina no próximo domingo, quando os católicos celebram a solenidade do Pentecostes, termo de origem grega que significa cinquenta dias, em que se assinala o derramamento do Espírito Santo sobre a primeira comunidade cristã, reunida em Jerusalém.

 

Rui Jorge Martins
Publicado em 18.05.2015

 

 

 
Imagem Imagem: D.R.
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Evangelho
Vídeos