Observatório da Cultura
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Sociedade

Portugal, sai para fora!

No Evangelho de S. João, Jesus diz junto ao túmulo de Lázaro: “Lázaro, sai para fora!” (Jo, 11, 43). Nesta frase curta e incisiva podemos ler um ensinamento forte de Jesus para os tempos de crise que atravessamos. Estas palavras podem, e devem, constituir um estímulo para sairmos de um comodismo generalizado, sairmos de um consumo excessivo que se tornou norma, sairmos de uma atitude de resignação face às adversidades, sairmos da crescente tentação de olharmos apenas para nós.

No trabalho que realizamos todos os dias na FEC (Fundação Evangelização e Culturas) cruzamos frequentemente vidas e rumos – individuais e coletivos – que, em contextos adversos e em diversas latitudes nos países em desenvolvimento, são sinais de mudança e de esperança. Estas vidas e percursos têm em comum características com a resiliência e a coragem; a capacidade de propor e inovar com recursos escassos; a aposta na coesão comunitária e no bem comum, o assumir de responsabilidades e desafios, a vontade de trabalhar em conjunto pela justiça social. Para muitos, subjacente a este dinamismo, enquanto raiz e motor, está a fé.

Ao longo dos séculos e no passado recente, os portugueses no mundo têm demonstrado uma capacidade inequívoca de aliar também estas características e inverter situações de adversidade. Chegou agora o momento dos Portugueses em Portugal mostrarem ser capazes da mesma ousadia e trabalho dentro das suas fronteiras, integrando não apenas iniciativas de solidariedade de proximidade mas também numa lógica mais abrangente de responsabilidade global.

Com a certeza de que quando formos enfim capazes de “sair para fora”, então e só então “o que estava morto de mãos e pés atados com ligaduras” poderá corresponder ao apelo de Jesus “Desligai-o e deixai-o andar” (Jo, 11-44).

 

Este texto integra a próxima edição (n.º 15) do "Observatório da Cultura", publicação semestral do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

 

Susana Réfega
Diretora executiva da Fundação Evangelização e Culturas
© SNPC | 01.05.11

Imagem

 

Ligações e contactos

 

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página