Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

“Fortes na tribulação”: Vaticano oferece livro digital com palavras do papa em atualização permanente

Um livro que é atualizado constantemente, «várias vezes por semana», à luz das novas intervenções do papa no contexto da grave situação em muitos países do mundo por causa da pandemia: é esta a característica fundamental de “Fortes na tribulação”, volume digital organizado pelo Dicastério para a Comunicação, e disponível gratuitamente desde 30 de março na página da Libreria Editrice Vaticana.

Basta um clique para poder descarregar as 180 páginas, à data de hoje, em italiano, e ter ao alcance da mão um compêndio – com o subtítulo “A comunhão da Igreja sustento no tempo da prova” –, articulado em três secções.

Na primeira comparecem orações, ritos, súplicas para os «tempos difíceis», provenientes de diferentes contextos eclesiais e pertencentes a variadas épocas históricas, começando pelos textos do momento extraordinário de oração que o papa Francisco proferiu diante da basílica de S. Pedro, na última sexta-feira.

Seguem-se preces para a libertação da epidemia, bênçãos para doentes, o hino “Akathistos” à Mãe de Deus, entre outras orações.



«Para que este mal não consiga prejudicar a nossa confiança no Pai e a solidariedade entre nós, mas se torne-se uma ocasião para olhar para aquilo que é verdadeiramente essencial para as nossas vidas»



Na segunda parte foram recolhidas as indicações da Igreja para continuar a viver e a acolher a graça de Deus, o dom do perdão e da Eucaristia, a força das celebrações pascais, ainda que não seja possível, fisicamente, participar nos sacramentos.

O perdão dos pecados, as disposições da Penitenciaria Apostólica na atual situação de pandemia, a comunhão espiritual e o decreto relativo às celebrações no próximo tríduo pascal constituem os documentos apresentados.

O terceiro capítulo apresenta uma seleção de palavras que o papa Francisco pronunciou a partir de 9 de março nas homilias proferidas na missa a que preside, diariamente, na casa de Santa Marta, a par dos pronunciamentos nas orações dominicais do Angelus.

Para a capa foi escolhida uma imagem do arcanjo Miguel, que protege a Igreja contra o mal, extraída do património da Biblioteca Apostólica do Vaticano, assinala o diretor do Dicastério do Vaticano, na introdução: «Para que este mal não consiga prejudicar a nossa confiança no Pai e a solidariedade entre nós, mas torne-se uma ocasião para olhar para aquilo que é verdadeiramente essencial para as nossas vidas, e para partilhar o amor acolhido por Deus entre todos nós, e de modo particular com quem hoje dele mais precisa».

«Este livro gostaria de ser uma pequena ajuda oferecida a todos, para saber avistar e experimentar na dor, no sofrimento, na solidão e no medo a proximidade e a ternura de Deus. É verdade que a fé não elimina a dor, a comunhão eclesial não tira a angústia, mas ilumina a realidade e revela-a habitada pelo amor e pela esperança fundada não nas nossas capacidades, mas precisamente nAquele que é fiel e que nunca nos abandona», acrescenta Andrea Tornielli.








 

Rui Jorge Martins
Com L'Osservatore Romano
Imagem: D.R.
Publicado em 31.03.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos