Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Os dois tipos de desgraça

«As calamidades são de duas espécies: a desgraça que nos cabe, e a fortuna que cabe aos outros.»

É um diabo afável, e não decerto sulfuroso, aquele que, com ironia, desvela os seus campos de ação no “Dicionário do diabo”, obra de um aventuroso e algo extravagante escritor norte-americano, Ambrose Bierce (1842-1914), desaparecido no México durante a revolução zapatista.

Como será possível não reconhecer a verdade da citação? Quantas vezes, perante o sucesso de uma pessoa, criámos uma cortina fumarenta de sarcasmos, recriminações e até de desdenho.

É verdade que algumas conquistas na carreira profissional podem deixar-nos desconcertados e dever-se à sorte, ou até remeter para o domínio do escândalo.

Mas devemos reconhecer que o caruncho da inveja ataca inexoravelmente o nosso coração diante do triunfo de um amigo, e toda a retórica das congratulações é riscada pelo secreto veneno da amargura e do ciúme.

Tinha razão Oscar Wilde quando dizia que é muito fácil abraçar e consolar um amigo em sofrimento e humilhado, mas que é heróico, e quase impossível, estar na plateia a aplaudi-lo com sincero entusiasmo quando está no dia da glória.

Exercício duro e ascético é aquele proposto por Paulo na carta aos Romanos 12, 15: «Alegrai-vos com aqueles que estão na alegria» (além de «chorar com aqueles que estão no pranto»).


 

P. (Card.) Gianfranco Ravasi
In Avvenire
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: studiostoks/Bigstock.com
Publicado em 18.09.2019

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos