Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

“Via Cruxis”, de Ilda David’: A Bíblia em texturas, brilhos e pedras de mil cores

A paróquia de S. Tomás de Aquino, Lisboa, acolhe este sábado, 26 de setembro, a bênção da obra “Via Cruxis”, de Ilda David’, em celebração presidida por D. Américo Aguiar, um dos bispos auxiliares do patriarcado.

«Utilizando a mesma técnica dos painéis do presbitério, Ilda David’ (n. Benavente, 1955) coloca lado a lado pequenas tesselas de diferentes cores, que constroem as imagens alusivas às 14 estações com as personagens, os gestos e os objetos que conhecemos da via sacra e que são os elementos principais de cada painel», explica uma nota de imprensa enviada hoje ao Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.



Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins


À semelhança dos painéis “São Tomás de Aquino, São Vicente de Paulo” (2016) e “Árvore da Vida” (2017), a artista gravou na pedra dezenas de episódios bíblicos, que revelam «uma leitura profunda e conhecedora do Antigo e do Novo Testamento».

«Uma a uma, Ilda David’ escolheu, cortou e colocou sozinha cada tessela desta obra que, como anel, conclui a intervenção na nave da igreja», destaca o texto.



Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins


Nos painéis que percorrem as paredes da igreja, Ilda David’ recorre à colagem, «sobreposição de pedra na pedra, que dá uma dimensão de profundidade», o que constitui uma inovação em relação aos trabalhos encomendados pela paróquia que, até ao próximo domingo, está ao cuidado do P. Nélio Pita, CM.

«Além das estações mais figurativas, deparamo-nos com espaço para a composição abstrata, sobretudo baseada na cor, nos veios e nos cortes» das «milhares de pedras, portuguesas e estrangeiras, provenientes de países como a China, Guatemala e Turquia.



Imagem "Via Cruxis" | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem Igreja de S. Tomás de Aquino, Lisboa | Ilda David | Imagem: Rui Jorge Martins

Imagem Igreja de S. Tomás de Aquino, Lisboa | Imagem: Rui Jorge Martins


A diversidade das «origens, cores, texturas, brilhos, formas, tamanhos» constituem «também metáfora de uma comunidade que se reconhece diversa e rica».

Na celebração, que começa às 15h30, o Ensemble São Tomás de Aquino executa “Ventre-fruto (SATB, com div.)”, de Alfredo Teixeira.



Imagem Manuel Rosa, Ilda David, P. Nélio Pita, CM | Imagem: Rui Jorge Martins







 

Rui Jorge Martins
Imagem de topo: Rui Jorge Martins
Publicado em 25.09.2020

 

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos