Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Orações para o desporto e para a vida

Apresentamos uma seleção de orações nascidas no e para o mundo desportivo. Elas dão testemunho da profunda vida interior de quem vive diariamente o desafio de se superar a si mesmo.

 

Oração do desportista

Faço desporto, Senhor.
Ofereço-te o cansaço do meu treino,
a alegria e a ansiedade das minhas provas.
Faz com que me prepare com constância,
que jogue com lealdade,
que vença com dignidade,
e com serenidade saiba perder.
Assim fortalecido, torna a minha alma
mais ágil no teu serviço, Senhor,
e leva a alegria a quem vive próximo de mim,
a cada dia.

 

Oração do desportista – S. João Paulo II

Senhor Jesus Cristo,
ajuda estes atletas a ser teus amigos
e testemunhas do teu amor.
Ajuda-os a pôr na ascese pastoral
o mesmo empenho que colocam no desporto.
Ajuda-os a realizar uma harmoniosa e coerente
unidade de corpo e alma.
Possam ser, para quantos os admiram,
válidos modelos a imitar.
Ajuda-os a ser sempre atletas no espírito,
para obter o teu inestimável prémio:
uma coroa que nunca murcha e que dura pela eternidade.
Ámen.

 

Oração do atleta

Senhor, sê para mim
treinador, dirigente, médico,
mestre de vida.
Senhor, sê para mim companheiro de equipa,
árbitro do jogo, amigo.
Porque Tu és o Senhor.
Tu compreendes-me e valorizas-me.
A ti confio a minha vida.
Ajuda-me, hoje e sempre…

 

Oração do desportista

Senhor!
É belo para mim
correr com os meus amigos,
na alegria e no cansaço,
na vitória e na derrota.
Lá, no campo,
ponho-me todo a mim próprio
porque para mim
jogar é um pouco como viver,
e viver é um pouco como jogar.
E se penso na minha vida
como naquele campo de jogo,
então, Senhor,
ajuda-me a vivê-la
com o mesmo entusiasmo,
com o mesmo empenho,
com a mesma vontade de vencer
e de me tornar grande.
Sê Tu o meu guia
e o meu mestre.
Ensina-me a jogar a minha partida,
indica-me o meu papel em campo,
encoraja-me a lutar
e a dar sempre o melhor de mim mesmo.
E quando for tentado a render-me
e a não combater mais,
peço-te, salta do banco
e entra em campo comigo!
Contigo próximo
recomeço a jogar.

 

Oração do desportista (Luigi Guglielmoni)

Obrigado, Senhor, pelo corpo
com o qual nos podemos mover,
jogar e fazer festa.
Obrigado pela saúde e pela paz
que nos fazem apreciar a vida
com alegria e entusiasmo.
Obrigado pelo tempo livre
que passamos a divertir-nos
em companhia dos amigos.
Obrigado pelas pessoas e pelos espaços
que nos permitem fazer desporto,
treinar e competir.
Obrigado pelas vitórias e derrotas
que revelam o caminho da vida
e fazem amadurecer por “dentro”.
Obrigado porque depois do jogo
podemos enfrentar mais serenos
os compromissos diários.
Obrigado por quanto aprendemos
da disciplina desportiva
e dos campeões no campo e na vida.
Obrigado pelo domingo,
dia de repouso e de oração,
de fraternidade com todos.
Obrigado porque Tu, Senhor,
és o nosso treinador e mestre,
e ficas connosco a cada dia.

 

Oração do desportista

Senhor, ajuda-me a ser um verdadeiro desportista.
A vencer e a permanecer modesto.
A perder e a conservar o sorriso.
A conservar a minha dignidade em campo.
A aceitar todas as decisões do árbitro, justas ou injustas, regulares ou irregulares.
A saber vencer sem triunfalismo.
A ser forte sem ser brutal.
A jogar em vez de defrontar-me.
A pensar na equipa mais do que em mim próprio.
A ignorar o público e a compreender o árbitro.
A apreciar o jogo bonito sem distinção de equipa.
A felicitar-me com o adversário.
A estender-lhe a mão quando sou vencido, reconhecendo o seu talento.
Contigo, Senhor, poderei vencer-me a mim próprio e ficar contente com a vitória dos outros!

 

Oração (Kirk Kilgour, campeão de voleibol que ficou quadriplégico após acidente)

Pedi a Deus para ser forte de modo a realizar projetos grandiosos;
Ele tornou-me fraco para conservar-me na humildade.
Pedi a Deus que me desse saúde para realizar grandes feitos;
Ele deu-me a dor para compreender melhor.
Pedi-lhe a riqueza para possuir tudo;
fez-me pobre para não ser egoísta.
Pedi-lhe o poder para que os homens precisassem de mim;
Ele deu-me a humilhação para que eu precisasse deles.
Pedi a Deus tudo para gozar a vida;
deixou-me a vida para que eu pudesse apreciar tudo.
Senhor, não recebi nada daquilo que te pedi,
mas deste-me tudo aquilo de que precisava, e quase contra a minha vontade.
As orações que não fiz foram escutadas.
Sejas louvado; ó meu Senhor, entre todos os homens, nenhum possui aquilo que eu tenho.

 

Oração do desportista

Agradeço-te, ó Senhor, porque me fazes caminhar.
Agradeço-te porque me fazes correr, pedalar e fazer desporto.
Agradeço-te também pelas dores, os sofrimentos do meu existir,
que se dissipam com a alegria do mover-me
enquanto ando entre os bosques, ao longo de um rio, no cimo de uma montanha,
só ou em companhia
em estradas ensolaradas ou varridas pela chuva ou pelo vento.

Sinto-te, Senhor, quando os meus passos ritmicamente rompem as brumas da manhã
e a “corrida” se distende serena nos silêncios opacos
e os pensamentos se purificam e chegam até ti.
Sinto-te, ó Senhor, também nos momentos de exaustão ou de sofrimento,
quando o suor enevoa o olhar,
o cansaço me faz dobrar as pernas e desejo parar.

Este meu caminho feito com humildade e exaltação
é como uma oração.
É este andar que se faz oração,
para te louvar e agradecer, ó Senhor.

 

Oração do desportista

Desde pequeno, ó Deus, vivo no mundo do desporto. Participei em muitos jogos, venci muitos prémios. Acreditei sempre nos valores do desporto e do espírito de competição leal, recusando toda a forma de compromisso e todo o sucedâneo da força de vontade. Alguns usam substâncias proibidas para obter resultados estrondosos, lançando descrédito para o mundo do desporto. Os meios de comunicação tornaram-nos mais famosos do que merecíamos. Os jovens, em particular, consideram-nos modelos a imitar, no bem e no mal.

Não quero arrastar, ó Deus, ninguém atrás do meu mau exemplo. Ajuda-me a fazer cessar a animosidade e o excessivo espírito competitivo dentro e fora do campo de jogo. Faz com que a fama não me suba à cabeça quando tenho sucesso, e que não me desespere quando as coisas correm mal, e os jornais me criticam violentamente. Alivia as angústias dos meus familiares quando estou envolvido na competição, e protege-me dos acidentes imobilizadores, e sobretudo ajuda-me a não lesar os meus adversários.

Peço-te, por fim, que estejas próximo de mim na competição mais importante da vida, para que eu possa conquistar o prémio reservado a quantos agiram com altruísmo e honestidade. Obrigado por me teres escutado. Assim seja.


 

In Conselho Pontifício da Cultura
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: D.R.
Publicado em 06.03.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos