Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura
Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura - Logótipo
secretariado nacional da
pastoral da cultura

Umbrais : 3.3.2020

  relâmpago 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando orardes, não digais muitas palavras, como os pagãos, porque pensam que serão atendidos por falarem muito. Não sejais como eles, porque o vosso Pai bem sabe do que precisais, antes de vós Lho pedirdes. Orai assim: ‘Pai nosso, que estais nos Céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino; seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal’. Porque se perdoardes aos homens as suas faltas, também o vosso Pai celeste vos perdoará. Mas se não perdoardes aos homens, também o vosso Pai não vos perdoará as vossas faltas».

Mateus 6, 7-15

Outras leituras do dia: Isaías 55, 10-11; Salmo 33 (34), 4-5. 6-7. 16-17. 18-19



  gravetos 

Para mim Deus é Pai, sinto-o como Pai? E se não o sinto assim, peço ao Espírito Santo que me ensine a senti-lo assim? Sou capaz de esquecer as ofensas, de perdoar, de deixar estar, de pedir ao Pai: «Também eles, que são teus filhos, cometeram uma injustiça contra mim, ajuda-me a perdoar»?. [As palavras] «Pai» e «nosso» [conferem-nos] a identidade de filhos e dão-nos uma família para caminharmos juntos na vida.

Papa Francisco



  silêncio 





“Messe de la deliverance”, Théodore Dubois (1837-1924)


  crisântemo 

Filha de uma família norte-americana rica, Santa Catarina Drexel abraçou a vocação encontrando aqueles que estavam muito distantes da sua classe social: os negros dos estados do Sul, que já tinham deixado de ser escravos, mas estavam destinados a uma vida subalterna, e os peles-vermelhas do Norte, reduzidos a um povo sombra. Ela, que tinha nascido em Filadélfia em 1858, tinha podido viajar pelos EUA, conhecendo a degradação e a humilhação a que eram votados os marginalizados. Foi ao encontro do papa Leão XIII, pedindo-lhe missionários, e ele lançou-lhe uma provocação: «Porque é que a senhora não se faz também missionária?». Foi o início do grande projeto de vida religiosa de Catarina, que, concluído o noviciado com as Irmãs da Misericórdia, fundou, em 1891, a Congregação do Santíssimo Sacramento, que desde então se ocupa do resgate dos negros e dos índios dos EUA. Morreu em 1955.

Matteo Liut, Avvenire



  invisível 

  brisa 

Onde o tempo e a poeira mais se unem é na bibliotecas.
*
O livro é um pássaro com mais de cem asas para voar.
*
O livro que espalma a flor nas suas páginas transforma-a em borboleta.

Ramón Gómez de la Serna



  tenda 

Imagem Igreja de Santo António de Pádua | Istambul, Turquia | studio4a/Bigstock.com

  barro 

Maria Gabriela Llansol (24.11.1931 – 3.3.2008) foi uma escritora solitária e dotada de uma imensa paciência, num duplo sentido: porque nunca teve pressa de chegar aos lugares de consagração e permaneceu em posição excêntrica, sem ligações com os poderes, as ideologias, as imposições da época; porque era dotada, no mais alto grau, do poder de recepção afectiva que lhe permitiu fazer da escrita um lugar de hospitalidade, de acolhimento, de encontro, de relação de amizade. As figuras dos místicos medievais, de João da Cruz, de Santa Teresa, do mestre Eckhart comparecem como figuras em muitos dos seus livros. Deles, provém a lição das palavras radicais e ardentes e da procura da perfeição. Saiba mais: Pastoral da Cultura

António Guerreiro



  sentidos 

Imagem “O Angelus” | Jean-François-Millet | 1857-59

  ponte 

Saberemos nós, através da contemplação, que vai para além das aparências e das trivialidades, fazer desabrochar em nós uma verdadeira compaixão com a realidade presente, que nos leva a sentirmo-nos parte indissociável da mesma, sofrer com os seus desvios e disfunções e procurar-lhes remédio? Passar da passividade e resignação ao “status quo” ou do negativismo e crítica sistemática para uma compaixão criativa com o presente parece-me ser a força revolucionária de que carece o nosso país e o nosso mundo, porque é a única que pode mudar-nos por dentro e gerar atitudes e comportamentos novos.

Manuela Silva



 

Edição: Rui Jorge Martins
Imagem de topo: Kazimierz Głaz | Center for Contemporary Art, Toronto, Canadá | D.R.
Publicado em 02.03.2020

 

 
Relacionados
Destaque
Pastoral da Cultura
Vemos, ouvimos e lemos
Perspetivas
Papa Francisco
Teologia e beleza
Impressão digital
Pedras angulares
Paisagens
Umbrais
Mais Cultura
Vídeos