Papa Francisco
Paisagens
Pedras angulares A teologia visual da belezaQuem somosIgreja e CulturaPastoral da Cultura em movimentoImpressão digitalVemos, ouvimos e lemosPerspetivasConcílio Vaticano II - 50 anosPapa FranciscoBrevesAgenda VídeosLigaçõesArquivo

Papa Francisco: quem está sempre a lamentar-se não pode ser «bom cristão»

O papa afirmou esta terça-feira que quem segue Cristo «é sempre alegre e nunca triste», mesmo quando passa por «tribulações», e acrescentou que quem «continuamente se lamenta» deixa de ser «um bom cristão».

«Ser paciente: esse é o caminho que Jesus também nos ensina a nós, cristãos. Ser paciente... Isto não quer dizer ser triste. Não, não, é outra coisa. Quer dizer suportar, levar sobre as costas o peso das dificuldades, o peso das contradições, o peso das tribulações», acentuou na missa a que presidiu no Vaticano, refere o portal de notícias da Santa Sé.

Essa perseverança exige «maturidade cristã», que não se obtém «de um dia para o outro» mas, «como o bom vinho», requer «toda a vida».

Francisco recordou que muitos mártires foram alegres, como por exemplo os de Nagasaki, no Japão, ajudando-se mutuamente enquanto esperavam «o momento da morte».

De alguns mártires, termo que quer dizer “testemunhas”, dizia-se que «iam para o martírio» como a uma boda, frisou o papa, salientando que esta atitude não é «masoquista» mas que conduz «à estrada de Jesus».

«Quando surgem as dificuldades chegam também muitas tentações. Por exemplo, a lamentação», declarou, realçando que «o silêncio para suportar a cruz não é triste», embora possa ser «muito doloroso».

A pessoa paciente é, a longo termo, «mais jovem»: «Pensemos naqueles anciãos e anciãs na casa de repouso, naqueles que muito suportaram na vida: olhemos os olhos, olhos jovens, têm um espírito jovem e uma juventude renovada», assinalou.

«Não vos contenteis com uma vida medíocre; caminhai decididamente para a santidade», foi o texto publicado esta manhã através da conta do papa na rede social Twitter.

Também esta terça-feira a Santa Sé anunciou o programa da primeira viagem apostólica de Francisco, ao Brasil, de 22 a 29 de julho, no âmbito da Jornada Mundial da Juventude, que decorre no Rio de Janeiro.

A celebração da missa no santuário de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, a reunião com a presidente da República, encontros com bispos e seminaristas e as visitas a uma instituição de toxicodependentes e a um bairro recuperado pelo Governo constituem alguns dos pontos da agenda papal, a par do programa previsto para a Jornada Mundial da Juventude.

 

Rui Jorge Martins
© SNPC | 08.05.13

Redes sociais, e-mail, imprimir

FotoPapa Francisco
Vaticano, 7.5.2013
Foto: News.vaLegenda

 

Ligações e contactos

 

Artigos relacionados

 

Página anteriorTopo da página

 


 

Receba por e-mail as novidades do site da Pastoral da Cultura


Siga-nos no Facebook

 


 

 


 

 

Secções do site


 

Procurar e encontrar


 

 

Página anteriorTopo da página